terça-feira, 8 de abril de 2008

Resolvendo os problemas do mundo

Após intensas e profundas discussões, na noite de Salvador, eu e meu dileto amigo Gustavo de Castro e Silva conseguimos fechar uma série de pendências sobre o globo terrestre. Não foi fácil, mas resolvemos vários problemas da humanidade, e nos próximos dias tomaremos as medidas cabíveis. Governos e populações serão avisadas de nossas resoluções. Vamos a algumas.

A questão da China contra o Tibete

Consideramos que a China perdeu a noção das coisas, ao massacrar nossos amigos do Tibete. Aqui em Salvador, fomos para uma sessão de Acupuntura com o senhor Ma To Shi, que é exilado do Tibete, mas demos com os burros n´água. Ele, no domingo, viajou para seu pequeno torrão natal, possivelmente para lutar contra o exército Chinês. Roberto Mato Chi nos atendeu, botou as agulhas, explicou algumas coisas, mas faltou aquele relato em primeira pessoa, aquela fleuma. Ma To Shi vai ficar um mês fora, então perdemos o que se chama "tempo histórico".

Saímos para um café, acompanhado de charutos baianos, e discutimos apaixonadamente sobre a importância de apagar a tocha olímpica, a cada vilarejo percorrido. Compramos extintores de incêndio aqui na 7 de Setembro e contratamos um amigo colombiano, que vai fazer a "Trilha da Tocha", com o patrocínio da Kichute. Nossa idéia é levantar a famosa marca de sapatos, que acompanhou os pés de milhares de brasileiros. Na fase final, passaremos ao poético "Caminhos do Conga". A Kichute vai nos dar um retorno até sexta-feira. Perdemos o contato com a Conga Ltda. Agradeço quem puder me ajudar.

Mal tomamos nossa decisão, e hoje cedo fomos informados que os franceses conseguiram empulhar os chinas, mandando a tocha se recolher. Desconfiamos que vazou informação.

O problema dos palestinos com os israelenses

Cada vez que assistimos aquelas maldades dos israelenses com os palestinos, vamos às lágrimas. Sobre este assunto, nós decidimos que é preciso chamar um país mais simpático para aproximar os dois povos, sem passar pela Casa Branca. Pensamos no Brasil, mas ocorreu algo mais específico. Um encontro em Juazeiro do Norte, à beira da estátua do Padre Cícero.

Lá, acompanhados por Seu Vital, seria selado o acordo final de respeito mútuo, devolução de territórios confiscados, promessas de não haver mais retaliações de lado nenhum. O Lula não poderia participar, porque ele iria querer lançar um "PAC do Oriente Médio", e diriam que ele está em campanha para outro mandato.

A questão das Farc e os sequestros

Escrevemos há pouco a versão da final de uma carta que estamos endereçando às FARC e ao governo colombiano, assinada a duas mãos. Nunca entendi aquele negócio de "escrita a quatro mãos", se só escrevo com uma delas, a mão direita. Haverá um acordo, que será assinado no mercado da Madalena, sem ranços ou rancores.

Os dois lados vão fazer um balanço sincero, e admitir que do jeito que está, as coisas vão ficar sempre piores. Depois disso, ex-guerrilheiros e governo serão convidados a passar o próximo Carnaval no Recife e Olinda, com direito a um camarote.

A questão da dengue no Rio de Janeiro

Estamos afobadíssimos com a questão da Dengue no Rio de Janeiro, e tememos que os mosquitos comecem a pegar o beco rumo a Pernambuco e Brasilia, onde vivo e vive meu amigo, respectivamente.

Decidimos que é fundamental iniciar a distribuição imediata de milhares de mosqueteiros para a população, sob o patrocínio das Casas Bahia. Não sabemos bem o motivo das Casas Bahia, mas parece que é uma empresa que ganha muito dinheiro.

Também pensamos em criar um "Disque Mosquito", onde a pessoa ligaria para um telefone, informando o lugar que tem larvas do mosquito. Seu nome seria cadastrado, e ele participaria de um sorteio para participar do Big Brother 2009. Caso sua denúncia seja inútil, será obrigado a passar todo o Big Brother acompanhando o Pedro Bial, em sua casa, e anotar todos os comentários geniais sobre o perfil de cada concorrente.

O problema do Santa Cruz

Botei na pauta a situação do meu amado clube, que anda numa de amargar, mas Gustavo considerou que era um problema que ultrapassava nossas condições, e concordei plenamente.

Demos por lavrada a ata e encerramos nosso colóquio. À noite, na Ondina ou na Pituba, discutiremos questões mais locais. Aceitamos sugestões.

13 comentários:

Luna Freire disse...

Adoro isso. Coisas bestas, bestíssimas, deliciosamente bestas. E simples, simplíssimas, quase uma garagalhada... diante de temas tão pesados e densos e tristes (principalmente aquele que se refere ao Santinha). Preciso fazer isso também: sentar no boteco pra conversar besteira!!!

Anônimo disse...

Olha, eu era ate leitor assiduo, mas vou abandonar esse blog pois vejo que voce, Samarone, eh mais um dos GLOBELIZADOS. Voce nao eh tao original quanto pensa, voce eh apenas mais um. Se informe melhor sobre o conflito arabe-israelense antes de falar besteiras baseadas no jornal nacional. Palestinos jogando bombas em Israel nao eh maldade? Atentados suicidas nao sao maldade? E so matam inocentes, o que eh bem diferente das operacoes Israelenses que visam atingir terroristas. Samarone, pergunta ao teu amigo Marai porque o Iran jurou destruir Israel. Tenta entender que Israel ta cercado de inimigos em todos os lados. Le um pouco sobre o que os 7 paises arabes visinhos a Israel fizeram na noite em que Israel declarou independencia, diga-se de passagem, observando a fronteira determinada pela ONU. Samarone meu velho, voce eh apenas mais um. Agora, se quiser saber um pouquinho mais, le esse artigo do bom site MIDIA SEM MASCARA, escrito por um jornalista brasileiro. http://www.midiasemmascara.com.br/artigo.php?sid=1369 e quem sabe voce aprende um pouco mais. Saudacoes enlutadas.

Samarone Lima disse...

Anonimo, quem disse que me acho original? Apenas escrevo minhas coisas neste Blog, le quem quer, abandona quem quer, mas nao vou ficar refem de ideologias, raivas, humores, paises, religioes.
Fique bem.
Samarone


Ps. gostei dessa, de "Globelizado".

Dumuro disse...

See Please Here

Gustavo disse...

Esse anonimo ai eh um idiota coletivo que nao entende que os problemas do mundo passam justamente por gente como a cabeca dele, que separa, distingue, quer ter razao, meu amigo, ninguem neste mundo tem razao de nada!!!

vah, saia mesmo deste blog, cabecas como a sua devem mesmo tomar banho de silencio para ver se refletem melhor.

sirley disse...

adora as tuas besteiras! um grande abraço.
sugestão:
vocês podeiam discutir, tentendo encontra uma solução para o Santa Cruz e o Bahia (que está em situação pior do que o Santa).
Abraços,
Sirley

Anônimo disse...

Sama...como vc é leve, sereno e sábio...AMAS NÃO É? Concordo com Luana acima, qdo ela diz que vc consegue dar soluções tão simples e verdadeiras a temas tão densos e tristes. É isso mesmo sama, sem raivas, rancores e ideologias que só servem pra aprisionar...e no final das contas, não importa que tem razão, até pq com a razão fazemos mesmo o que mesmo? Bom...talvez seja melhor não relembrarmos as atrocidades que conseguimos fazer com a "razão" ou pela razão.
Um abraço afetuoso Andréia


09/04/08 23:35

Ivanzinho disse...

Eu acho massa um cara q assina pra elogiar e se esconde no anonimato pra esculhambar (que é diferente de criticar).

E acho mais massa ainda (continua a ser ironia) um cara dar esse site do midia sem máscara como explicação. Pra quem não sabe, esse site diz que o jornalismo hoje é todo feito por comunistas.

Naturalmente, tem alguma coisa estranha.

Sama, suas soluções não são originais, por isso são tão boas.

Ainda tás em Salvador?

Anônimo disse...

adorei!!!!
ei, ex-leitor assíduo, caso você volte aqui para conferir se alguém comentou o seu comentário anônimo, te mando um sorriso, daqueles que fazem o dia mais leve. as coisas são mais simples do que parecem, a gente é que complica tudo.
concordo com gustavo, ninguém nesse mundo tem razão de nada, ainda mais quando tem intolerância no meio. afe, numa briga, geralmente, isso acontece dos dois lados. é inútil, apesar de ser infelizmente real essa falha humana que nos persegue em querer resolver tudo no braço, no tiro, na espada, na foice, na bomba ou no grito. ai, ai, cervantes, quando dançaremos com os moinhos hein?
sama, hoje morreu a primeira pessoa de dengue em pernambuco, foi em jaboatão. manda uma remessa de mosqueteiros pra lá, s´il vous plaît.
sobre o conga, a gretchen deve saber.
beijos ao anônimo e bandeira branca. o sorriso é uma arma mais poderosa na luta pela paz do que a gente pensa.
justine

maray disse...

Olha, dava quase tudo pra estar na Pituba agora. São quase 22hs, aqui está abafado pra caramba, chove em sampa há 3 dias e a fumaça fica aí, baixinha e densa debaixo da chuva. E afinal, mesmo que eu não possa mais comer camarões como fazia há 30 anos, quando estive lá, pelo menos podia olhar vcs comerem. Enquanto resolvem os problemas da humanidade. :)

Danielle disse...

Sama, espero que o seu amigo Gustavo não seja torcedor do Brasiliense, pq uma conversa futebolística entre vc´s seria tão ou quão dramática quanto novela mexicana...

Mas vamos sair dessa!

Talvez se os guerrilheiros das Farc passassem pelo Arruda nessa vinda ao Recife, e levassem os responsáveis, os nossos problemas seriam solucionados...rs

Li o estuário, um presente natalino, e estou acompanhando teu blog, parabéns pelo livro e pelos textos.

Bj pra vc!

Danielle Leal (Dani_tricolor)

Anônimo disse...

Esse Anônimo que te esculhambou é muito doido.....as idéias dele é que são totalmente baseadas no JN....eu, hein!

Acho ótimo você estar aqui em Salvador bem próximo de mim apesar de não nos conhecermos.
bjs,
Yvette Teixeira

Márcia disse...

Samarone, tu é um cara arretado! Muito boa crônica!