quarta-feira, 9 de agosto de 2006

Vivemos num estuário

Foi a Neusinha quem me sugeriu o nome "Estuário", para minha coluna no site "Aponte", em 2004, creio. Adorei o nome, e o adotei de imediato.

Só mais recentemente, depois de muitas conversas com o amigo Lira, fiquei sabendo mais detalhes sobre o tema, que passo a compartilhar com meus cativos leitores.

Estuário: zona de transição entre o mar e o rio. O estuário funciona juntamente com os mangues, como maternidades do mar.

Cerca de 60% dos organismos, inclusive peixes, vivem parte de suas vidas nos estuários, antes de ir viver no mar.

Então me veio esta definição de Lira que achei perfeita para hoje, num dia em que não consegui gerar nenhuma crônica nova, nesta maternidade da vida e da criação:

"Nós seres humanos vivemos num estuário sem água, regido por mudanças que a vida impõe. Ora somos fertlizados por ventos brandos, ora por tormentas mentais que destroçam o nosso viver".

Entre os ventos brandos, as tormentas mentais, as maternidades do mar, da terra e do coração, a vida segue.

Acho que por hoje é só.


Para Lira, um ser humano.

5 comentários:

ivanzinho disse...

oxe oxe oxe... "a" neusinha, é? Passasse tempo demais em Fortaleza...

Dulce disse...

Coincidências. Faz tempo que deixei de acreditar nelas. Por puro acaso(?) entrei no seu blog, hoje. No mesmo momento pensei que este seria um nome perfeito para o blog de Lira, onde você fez o primeiro comentário. E qual não foi minha surpresa quando vejo que você está falando sobre ele. Sobre Lira, com quem usufrui de ventos brandos, enfrentei tormentas e vivenciei maternidades de todos os tipos.

Seu blog sempre me traz boas surpresas. Sei que Lira também lhe considera um ser humano.

Um abraço.

P.S. Ha algum tempo precisei criar um blog, o http://reservanatural.blogspot.com/, que na verdade não existe, para poder comentar a aqui.

Simone disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Simone disse...

Cééééus, eu nem acredito que encontreio anotador Samarone aqui. Desde que vc saiu da coluna no JC que vasculho o Google atrás de notícias de outro lugar onde estava escrevendo. Tô emocionada, até fiz um blogger só pra entrar aqui e dizer o quanto admiro você. O vi um dia desses no Derby, tenho certeza q era você, eu estava no ônibus da Torre, quis cumprimentá-lo pela janela mas tive vergonha. Adoro o q você "anota", massageia meu cérebro antes de começar o meu trabalho. E hoje num dia super-estressante aqui resolvi fazer mais uma busca e achei.:) :)

Um forte abraço e boa sorte.

Anônimo disse...

I have been looking for sites like this for a long time. Thank you! film editing schools