quinta-feira, 15 de setembro de 2005

Hoje, e somente hoje

Recife, 15 de setembro de 2005.

Hoje, e somente hoje, alguém foi a um cartório tirar a segunda via do registro civil para casar;
Hoje, alguém cantarolou uma música antiga e lembrou de uma certa pessoa;
Hoje, alguma mulher grávida olhou para a imensa barriga e pensou com um sorriso – “eu vou ser mãe”;
Hoje, e somente hoje, alguém muito rico resolveu comprar uma Land Rover à vista;
Hoje, alguém que não conheço entrou definitivamente na linha da pobreza e vendeu o velho Fusca 74 (ou 75, não sei), para pagar as dívidas;
Hoje, alguém armado roubou uma pessoa desarmada na rua;
Hoje, alguém foi morto a tiros;
Hoje, alguém visitou um parente no hospital e sentiu que ele está próximo de partir;
Hoje, alguém saiu de casa somente para comprar uma lâmpada forte para a sala de leituras;
Hoje, e somente hoje, alguém desistiu de um trabalho angustiante e resolveu mandar tudo às favas;
Hoje, alguém foi ao primeiro dia de estágio numa grande empresa, e não sabia sequer onde sentar;
Hoje, alguém lembrou de um filho distante;
Hoje, alguém que está vivendo há tempos no exterior se perguntou – “mas o que diabos estou fazendo neste fim de mundo?”;
Hoje, alguém escutou uma canção de Gilberto Gil, possivelmente "Drão", enquanto dirigia, e pensou nas belezas do mundo;
Hoje, alguém rompeu a barreira do autocontrole e mandou um email dizendo “oi, eu errei, e quero voltar”;
Hoje, alguém olhou a caixa de email e não tinha nada dela, e isso doeu muito;
Hoje, alguém pensou pela milésima vez em começar a ler Dom Quixote, pelo gosto de ter lido ao menos um clássico;
Hoje, algum adulto ensinou uma criança a dizer pela primeira vez “água”;
Hoje, alguém comprou o vinho mais caro, porque o jantar com aquela pessoa merecia;
Hoje, alguém tomou uma dose de cachaça para começar o dia;
Hoje, alguém que precisava muito, acertou na milhar;
Hoje, alguém olhou para o mural de fotos e resolveu tirar a foto dele, porque é o momento de olhar para outros homens;
Hoje, em meio a uma discussão patética, ela disse furiosa “ora, vá pra casa do caralho, você e sua grosseria!”, e ele ficou perplexo;
Hoje, ao ver o noticiário na TV, alguém comentou “esse país está uma podridão só”;
Hoje, alguém comentou "mas esse Jô Soares está ficando um chato de galocha!";
Hoje, algum amigo cumprimentou o outro dizendo “fala, miséria, por que tu não fosse à pelada do domingo?”;
Hoje, alguém tirou a carteira de motorista, mas ainda não tem carro;
Hoje, alguém descobriu que está com câncer mas decidiu enfrentá-lo;
Hoje, alguém pensou – “é hoje, que eu encho o caneco”, esfregando as mãos;
Hoje, alguém sentou na calçada e ficou pensando no nome do filho que ainda vai ter com a mulher que ama;

Hoje, e somente hoje, o dia que cabe todas as coisas...

16 comentários:

Anônimo disse...

Samarone,

Dizem que quem sabe viver vive o hoje na sua plenitude... será?
Abraços,
Hoje te desejo um bom dia!
Eu

Adri disse...

Hoje, e somente hoje, a decisão de ir morar na casa da paixão, já que se está sem teto.
Beijo, Poeta.

Kátia Bove disse...

Hoje, especialmente hoje, vou tentar pensar a respeito e não deixar prá amanhã... Sabe aquela "coceira no organismo", aquele desejo quase incontrolável de fazer algo diferente... nem que seja pegar um ônibus errado prá tentar mudar a direção... fazer alguma coisa bem idiota e depois dar muita risada... cometer algo bem irresponsável só prá sentir um friozinho na barriga depois...segurar um catavento de cabeça prá baixo e tentar simular a mudança dos ventos... poder transgredir, desarrumar, jogar pro alto, mandar prá "lá"... ou somente desejar dançar na chuva, mandar aquele e-mail e dizer algo especial... quem sabe hoje, somente hoje!!! Beijo,

Kátia

juliana disse...

gostei disso aqui.

Anônimo disse...

Há um bom tempo sinto este gostinho diferente de viver o "hoje"...Muito bom!
Carolina

Luana disse...

Hoje encontrei um blog que tem minha cara, parabens! Seus textos são ótimos!
Um abraço e continue assim.
Luana

Anônimo disse...

Sama, não só hoje, mas todos os dias vc tem me ajudado a´pensar no amanhã. Saudades do mano PH

Anônimo disse...

Hoje eu queria abrir meu e-mail e lá está uma mensagem. "errei quero voltar".Mas acho que ainda não foi hoje.

Anna disse...

Meu filho, a cada hoje você se supera. E eu adoro isso.
Um cheiro.

Adriana(amiga da Adri) disse...

Vc a cada dia se supera!! ótimo texto!

Sonia Sant´Anna disse...

Hoje a tela branca continuou me encarando e desafiou: anda, Sonia, escreve. Mas meu livro continou empacado. Quem sabe amanhã?

keila aquino disse...

Samrone
não só hj como todas as vezes que abro seu blog tenho a sensação de renovação!!!
Que Deus continui iluminando seu caminho para que vc continue iluminando os nossos!!
Não só hj como em todos os dias.
Beijo p/ vc.

Priscila disse...

Só li hoje... Linda crônica!

Tiago disse...

Quanta beleza, quanta vida! Em algo tão simples... E tão verdadeiro. Abração!

Andreia Santos disse...

Oi Sama,
Mais um vez você me deixou sem palavras diante de tantas verdade.
Abraços

Anônimo disse...

ainda bem que nao é só hoje que podemos "visitar" vc...!
beijos
Luciana (sobrinha de Adri)
luciana.o@ig.com.br